quarta-feira, 16 de setembro de 2009

NA GRAFONOLA DO MARSUPILAMI | Ludo

Agora que começa a arrefecer, o Marsupilami decidiu ir até à região mais quente do país, ou seja, Algarve. Mais precisamente a Olhão, onde pudemos encontrar um projecto de ritmos amenos e doces. Chamam-se Ludo e editaram em Abril do corrente ano o seu primeiro trabalho, o EP “Nascituro”, ponto de partida para a conversa que se segue.

LUDO_CarimboAntes de mais, quem são os Ludo?

Os Ludo são Davide dos Anjos – Voz e guitarras; Paulo Conceição – Baixo; Nuno Campos – Teclados; João Baptista – Voz e guitarra; Filipe Kabeçadas – Bateria.

Como e quando é que este projecto nasceu?

Nasceu em  Agosto de 2005. Quando o Davide e o Nuno Campos decidiram juntar-se para formar um novo projecto, em português, livre de fórmulas e com abertura a todas as sonoridades. Chamaram então os restantes membros para dar forma ao projecto, desde o início sentimos uma forte ligação musical e começámos logo a trabalhar em algumas boas ideias.

Foi editado o vosso primeiro trabalho intitulado “Nascituro”, e do qual já roda o single de apresentação. Como tem sido o feedback ao mesmo, e no geral, ao vosso som?

O resultado tem sido bastante positivo, estamos contentes, pelo facto de termos já muitos  feedbacks, temos tido muitas visitas e muitos “plays” no nosso myspace, bons comentários do público em geral e nas redes sociais da internet (myspace, hi5, etc), rádios, até agora, muito bom.

Como caracterizam “Nasciturno”?

O “nascituro” é um disco com 6 canções originais, escolhidas entre outras para este lançamento. Foi gravado e masterizado no Algarve pelo produtor Luís Guerreiro no estúdio Exit One em Loulé, acreditamos que temos lá bons temas, com mensagens interessantes e boas histórias, que transmitem alguns pensamentos e divagações, mas principalmente todos os temas transmitem algo, nós tentamos dar sempre uma enorme importância a cada tema que construímos, sentimento, muito sentimento…

CAPA CD - oLUDO Nascituro

Onde se inspiram os Ludo?

Os ludo são 5 pessoas completamente diferentes, com gostos musicais completamente diferentes. Apesar disso, neste momento e com base na nossa forte relação, conseguimos evidenciar  já uma fonte de inspiração comum que é perceptiva na  sonoridade muito própria que a banda aplica a todos os temas.

Estão agora na fase da divulgação, talvez a fase mais complicada. Têm sentido dificuldades nesse campo?

Claro que sim, as dificuldades são muitas mas a nossa vontade sobrepõe-se. Acho que temos conseguido abrir portas que não estaríamos á espera de abrir, isto acontece porque temos a sorte e a oportunidade de trabalhar com pessoas que, acreditam tanto no Ludo como nós. É uma excelente equipa.

Ainda no campo da divulgação, a internet é actualmente um instrumento precioso - indispensável até – para a promoção de uma banda. Concordam com esta afirmação? E, qual a vossa opinião em relação à importância que a internet tem tido sobre a música?

A net hoje é imprescindível! Tem uma importância muito maior do que possamos pensar à partida. Principalmente para as bandas novas sem editora mas também para os artistas com contratos nas majors. Acima de tudo permite a critica instantânea sem tabus. Qualquer pessoa procura, ouve, gosta, não gosta, comenta, partilha, é um mundo de oportunidades. Também no nosso caso  tem-nos ajudado a chegar mais rapidamente a mais pessoas, que de qualquer outra forma.

Acham que existem iniciativas e espaços suficientes – quer em qualidade, quer em quantidade – no nosso país, para uma banda como os Ludo se apresentarem ao vivo?

Iniciativas não, espaços suficientes sim mas pouco distribuídos geograficamente. Portugal é um país riquíssimo em auditórios, bares, teatros, festivais, semanas académicas etc. Há quantidade e qualidade, por vezes falta é vontade…  Os promotores, nomeadamente os institucionais, preferem pagar mais e contratar uma banda conhecida do que arriscar nos novos valores da música nacional. Mesmo no caso de Bandas já com 10 anos e 2 e 3 discos gravados têm dificuldades em tocar ao vivo.

Qual a vossa opinião em relação ao actual panorama musical nacional?

É muito bom em termos de composição. Graças à revolução tecnológica é hoje mais fácil para as bandas gravar e apresentar o seu trabalho sem pedir licença a ninguém. Têm aparecido nos últimos 5 anos excelentes nomes no mercado e de grande potencial (destacamos: Linda Martini, X-Wife, Mundo Cão, Bunnyranch, Tiago Bettencout, Peixe:Avião, 2008, A Naifa, Deolinda, etc…)  e os mais conhecidos também têm dado cartas com grande qualidade no mercado ao nível de DVD’s ao vivo (Gift, David Fonseca, Clã, Xutos, entre outros). Resumindo, apesar da crise, os media têm nos últimos anos muito mais diversidade para apostar.

E em relação ao actual estado do país?

É uma pergunta difícil. O que dizer da nossa pequinês num mundo tão globalizado? Apenas isto, nós portugueses somos bons em todas as áreas e estamos convictos que evoluímos muito na ultima década.  Vamos enfrentar graves problemas sociais e financeiros em face do desemprego mas saberemos ultrapassar a crise de cabeça erguida. Face à nossa dimensão temos a vantagem de não estarmos tão expostos como muitos países da união europeia, não crescemos tanto como os outros mas em contrapartida também não colocamos em risco os nossos pilares económico-financeiros. Se resolvermos o problema da justiça estaremos preparados para enfrentar o futuro.

E agora, quais os próximos passos dos Ludo?

Depois do lançamento, o objectivo é tocar, em todo o lado. Levar o concerto até onde conseguirmos. Paralelamente estamos em fase de composição de novos temas para que possamos preparar com realismo o nosso próximo trabalho discográfico.

Uma última questão: qual a vossa personagem preferida de banda desenhada? 

O Zé Carioca e o coyote (aquele do bip bip).

1RGBCuriosidades:

Como surgiu o nome Ludo?

O ludo é uma reserva natural no Algarve que está inserida no parque natural da Ria Formosa.

Influências?

Diversas, basicamente tudo o que for boa música.

Bandas nacionais que têm ouvido?

Todos os clássicos bem como as várias bandas que destacamos quando falámos no actual panorama musical nacional.

Myspace dos Ludo

Blog dos Ludo

Sem comentários: