quinta-feira, 16 de julho de 2009

OBSESSIVIDADE INTERMITENTE | 6

logoOBI

Ideias partidas

Havia, e há, milhares de coisas das quais nos devemos debater todos os dias. Este conformismo exacerbado, esta vontade de não-vontade e de inércia constante parte-me em cacos. Vim agora do Armazém do Chá. Estive a trabalhar. É quarta-feira. A casa estava cheia. Os Blind Charge tocaram, as pessoas apareceram. É QUARTA-FEIRA. Mesmo com gripe A, com crise, com exames, com falta de vontade e disponibilidade, o Armazém estava cheio. O que está mal aqui?

O myspace e o facebook são maravilhosos. O reverbnation.com é incrível. Até permite criar uma mailing list automática e um press kit. Vocês, que têm bandas: já têm discos? Músicas bem gravadas? Um cd para enviar às rádios e às editoras? Já têm fotos? Um press kit? Críticas de blogs de amigos? Críticas de jornais? De revistas? Já está tudo pronto?

Têm bandas? Debatam-se com a ideia de tudo ser o melhor, mas mesmo o melhor que conseguem. Peçam que vos apontem defeitos, aprendam com isso. Deixem que falem mal de vocês nos fóruns da cena e não da cena, que os “entendidos” do 2.0 vos digam o que devem ou não fazer e desprezem-nos, tendo-os em conta, façam o que vos apetecer, mas acreditem, PORRA! “Ainda não soou coeso, consistente, inerente, não é etéreo, não tenho som, não está bem, falhei ali e acolá – só precisas de uma voz, uma só e tens música, só precisas de ter alguma coisa para dizer, alguma coisa que seja realmente importante, alguma história que aches que realmente importe. Não encham o mundo de merda, por favor, não encham. Tem que haver loucura, tem que haver vontade, tem que haver som, muito som! Não nos deixem às escuras. Deixem-nos improvisar. É que vem 2012 e o mundo vai mudar, tal e qual como vai mudar amanhã, porque algo está sempre acontecer e fazer a diferença é partilhar, é ter algo realmente importante para partilhar porque não importa ser diferente, importa é ser. E não é ser diferente, é ser! Deixem-se de presunções, deixem de cantiguinhas vazias de telenovela (que as há boas, até nas telenovelas). Sejamos hipócritas, sejamos labregos, sejamos sujos e pendejos, mas com estilo.

Davide Lobão | www.myspace.com/chemicalwire

Sem comentários: