segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Na Grafonola do Marsupilami com os Tape Loading Error

Quando tudo parece inventado, há sempre alguém que aqui ou ali aparece e nos surpreende. Foi o que aconteceu quando ouvi Tape Loading Error (TLE), pela primeira vez! Não pelo estilo musical em si, mas por conseguir (re) criar em cima do palco uma banda rock na sua plenitude, e por momentos fazer esquecer a quem o vê e ouve, que quem ali está, é apenas um homem e a sua máquina… O Marsupilami, como ser curioso que é, esteve à conversa com o Rodrigo aka TLE, para saber o que ele (s) pensa (m)! A conversa directa e sincera segue já de seguida…

Antes de mais obrigado Rodrigo aka Tape Loading Error, por aceitares a responder a algumas perguntas que gostava de te fazer. Obrigado

Os Tape Loading Error (TLE) formaram-se á pouco menos de dois anos, mais precisamente em Dezembro de 2005. Na altura, qual era o objectivo quando decidis-te criar este projecto?

No momento que decidi começar TLE o objectivo principal foi, saudades de tocar ao vivo e ao ver o concurso LX Equalizador 2006 vi que poderia ser uma boa oportunidade para tocar no Santiago Alquimista.

Como podemos considerar os TLE, como uma banda, ou como um projecto de uma só pessoa?

Musicalmente podes considerar um projecto de uma só pessoa que ao vivo se transforma em banda, porque as video-projecções são ajuda de uma outra pessoa. Além disso o meu computador parece ter vida própria e por vezes ajuda-me a compor.

Como tem sido o feedback ao teu trabalho?

Tem sido bom, relativamente! Muito graças a todos os amigos e amigas que me ajudam nas mais diversas tarefas.

Como é estar em palco, tocar com a intensidade de uma banda rock, mas sendo apenas tu e o teu pc?

É fascinante... posso dizer-te que a razão de TLE existir e se manter vivo é precisamente a adrenalina pré e pós concertos.

Onde vais buscar a inspiração para as tuas músicas? O saudoso Spectrum é sem dúvida uma referência para ti…

O ZX Spectrum influenciou-me bastante... foi o 2º computador que tive e a partir daí fui sempre influenciado pelos computadores. Além disso tudo o que me rodeia influencia-me bastante! Podes ficar a saber mais algumas influências no perfil do myspace: http://myspace.com/tapeloadingerror.

Tens sentido dificuldades em divulgar o teu trabalho? Como o tens feito?

Sim e não!
Sim porque em Portugal ainda existem alguns preconceitos em relação a novas bandas, a bandas de uma só pessoa. As rádios têm uma política musical que não ajuda quem está a começar. A imprensa musical nacional é escassa e quando existe, parece que é só para alguns. A televisão nacional também tem preconceitos e aposta no seguro. Floribelas e Morangos são produtos de sucesso e por isso essa política irá continuar a dominar.
Não porque o recurso ao myspace, a blogs como A TROMPA e outros, têm sido essenciais na divulgação/promoção . Existem algumas rádios locais (RUC e outras) que são a melhor ajuda neste difícil processo.

Usas a net como grande aliada na tua divulgação. Qual a tua opinião em relação á música vs net e consequente partilha/pirataria que se vive hoje em dia? Achas que poderá ajudar ou prejudicar os TLE?

Acho uma falsa questão ser a Associação Fonográfica Portuguesa ir para as televisões dizer que a pirataria é a causa principal de as vendas de discos estarem a morrer. Não compreendo como é possível o presidente dessa associação dizer, na imprensa, que a pirataria está associada a redes terroristas. Existe muita ignorância sobre este problema e parece-me absurdo querer fazer-me acreditar que o Bin Laden ganha dinheiro com o p2p. A indústria musical está a reformular-se e o formato CD em breve ira assumir um papel secundário. As vendas online de música estão em franco crescimento e existem novas "editoras" online (microsoft, mtv e outras) para concorrer com o Itunes, que lidera este mercado. Os consumidores estão a ouvir música noutros formatos e quem sofre é a velha industria que tenta a todos os custos vender a ideia que a pirataria é a principal culpada neste processo. Um CD paga 17% de IVA e chegam a preços absurdos às lojas. A pirataria só é grave quando existem terceiros a lucrar com isso... ou seja, filmes e músicas à venda nas feiras! Os DJ's que baixam música ilegal e que as passam também deveriam ser penalizados! Bares e restaurantes idem idem, aspas aspas!
Acho que toda a problemática dos direitos de autor podia ser facilmente resolvida se todos os fabricantes de suportes graváveis (CD's, K7's) pagassem uma ínfima parte, que poderia ser incluído no preço final do seu produto. Os fabricantes de leitores de mp3, telemóveis poderiam também pagar e ajudar. Por último, acho que os ISP's também deviam ter um papel neste processo e incluir uma taxa nos seus serviços para ajudar os autores. No final, se todos ajudassem a pagar seria melhor para a sociedade e para os autores.
O interessante é ver os números de espectadores de cinema em Portugal nos últimos anos... em comparação com a venda de CD's. Será que a pirataria só prejudica a música?
Este problema é um mal menor se a vontade política for diferente da actual!
Há dias comprei um DVD dos Monty Python e reparei que no início há publicidade anti pirataria. A minha pergunta é a seguinte: se eu comprei o DVD original porque razão tenho que ver esta publicidade cada vez que vejo o DVD? Creio que esta paranóia está a prejudicar-nos a todos.

Achas que há locais em quantidade e qualidade suficientes no nosso país, para um projecto como os TLE tocarem ao vivo?

Independentemente do projecto ser ou não TLE, sei que não há locais em quantidade suficiente para ver música ao vivo original. E os que existem normalmente são de difícil contacto para quem está a começar e é desconhecido.

Qual é a tua opinião em relação ao panorama actual musical português?

Se considerares o TOP de vendas, acho deplorável. No panorama alternativo acho muito interessante. Nunca se fez tanta música com qualidade em Portugal e nunca tanto os media ignoraram as produções independentes. Parece-me afinal que resulta cantar em Português com refrões a dizer Yah...Yah... os media gostam disso!

E em relação ao estado actual do país?

Custa-me aceitar que num país tão pequeno exista tanta disparidade económica. O Estado, em concursos públicos, contrata empresas que devem dinheiro ao estado... e empresas sofrem porque o estado lhes deve dinheiro. A despesa pública é absurda e não existe um governo que acabe de vez com este problema. A Justiça é lenta e por vezes ineficaz. Os nossos problemas são graves e arrastam-se há demasiado tempo sem que ninguém consiga uma solução.

Para quando um álbum dos TLE? E quais os próximos passos dos TLE?

Talvez em Outubro ou em Novembro, na altura em que TLE toca no Forúm Lisboa. Os próximos passos de TLE vão ser acabar uma música que está quase, quase no fim, e compor mais umas... entretanto é em Outubro que vou pela primeira vez tocar ao norte de Portugal!

Uma última pergunta, qual a tua personagem de banda desenhada favorita?

O Demolidor ( Daredevil )!

Curiosidades:

Porque o nome Tape Loading Error?


Porque ao ver uma revista que tinha um artigo sobre os anos 80’s, imediatamente fui ver se o domínio .COM estava livre. Como estava livre, decidi registar e assim nasceu o nome da banda. Além disso passei alguns momentos da minha infância/juventude com essa mensagem.

Instrumentos que utilizam nas vossas músicas?

Baixo Epiphone, Guitarras Gibson e Ibanez, Roland MC 303, Amplificador Line6.

Influências?

Muitas!

Bandas nacionais que costumas ouvir?

Carlos Paredes, Joaquim d'Azúrem, Sérgio Godinho, Jorge Palma, e ultimamente ando a ouvir Oquestrada, Kumpania Algazarra, Woman In Panic, Linda Martini, Dead Combo, Pauliteiros de Miranda... entre outros.