quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Ao Vivo - The LOYD no Tenalha Caffé em Santa Maria da Feira [21-07-2007]

Na véspera de mais um concerto (amanhã no Time-Out em Ovar), e em antevisão do mesmo, deixo aqui umas palavras sobre o último concerto dos Loyd! Foi há já algum tempo eu sei, mas como se diz muitas vezes, mais vale tarde do que nunca...

Ver os Loyd, é algo que não me deixa indiferente, por várias razões, sendo que a maior parte delas não são para aqui chamadas. Há sempre um nervoso miudinho, há sempre uma grande expectativa! E no entanto, eles sempre me surpreendem, e sempre pela positiva. Cada concerto deles é como que um degrau que acabam de subir, de uma escada que eles próprios vão construindo e que os levará a um lugar melhor. Eles nunca olham para trás, e de uma forma humilde e consciente sobem cada degrau, sem pressas, mas de forma segura. O concerto do passado dia 21 de Julho foi mais uma prova disso.

O concerto começou de forma suave, como que preparando todos aqueles que enchiam por completo o Tenalha Caffé em Santa Maria da Feira, da energia que aí viria, energia essa que começaria a ser libertada ainda durante o primeiro tema da noite! Estava dado o mote para o início de uma grande noite! Aliás, mais uma na companhia dos Loyd. As músicas seguem-se umas atrás das outras, o tempo vai passando e todos desejam que este momento não acabe. A certa altura, Joe (vocalista e guitarrista) diz: “Tocar para os amigos é mais difícil que tocar para alguém que não se conhece!”. E é bem verdade!

Para definir o som que sai de cima do palco basta apenas uma palavra: Rock! Eles são verdadeiros rockers, e quando estão em palco dão tudo por tudo de forma a tornar aquele momento numa festa! Essa noite não foi excepção. Há tempo para tudo, para tocarem as quatro músicas do EP "Done", algumas (boas) novidades e até algumas músicas que já estavam guardadas no baú da memória, incluindo uma versão de “I Believe In Miracles” dos Ramones! O fim estava perto, mas eles não escapariam sem um encore.

Sempre que acaba um concerto fico com a sensação que o verdadeiro som dos Loyd ainda não foi captado na perfeição e imortalizado num disco. É a minha opinião… Para quem nunca viu um concerto deles, não sabe o que perde, e sublinho, os Loyd são muito melhores ao vivo e a cores!

Sem comentários: