quarta-feira, 22 de fevereiro de 2006

Mini conto I "O-homem-voador-que-nunca-chega-atrasado-ao-trabalho"


O-homem-voador-que-nunca-chega-atrasado-ao-trabalho: "Oh sr. guarda, vá lá! Num se ponha praí a escrever... Não posso demorar muito aqui, pá! É que não curto nada chegar atrasado ao trabalho... E sabe como é, depois ainda por cima o boss é capaz de descontar no ordenado e tal..."

Sr. Guarda: "Desculpe.Mas que está para aí a dizer? Afinal quem é o senhor?"

O-homem-voador-que-nunca-chega-atrasado-ao-trabalho: "Logo vi que não me estava a conhecer... Sou O-homem-voador-que nunca-chega-atrasado-ao-trabalho!"

Sr. Guarda: "É pá! Grande nome! Mas quem é esse seu boss, tão cruel?"

O-homem-voador-que-nunca-chega-atrasado-ao-trabalho: "Não tá mesmo a ver quem sou... O meu boss? São voces todos! Vá, lá! Tou a curtir a conversa, mas não posso ficar aqui muito tempo! E qual é? Também é só a 18ª vez que me apanham? É só desta vez... Prometo!"

Sr. Guarda: "Estou a ver... O senhor é deputado... Vá lá, vá lá! Por esta vez passa! Olhe, e desculpe qualquer coisinha!"

Brrrrrrrrrrrrrrruuuuuuuuuummmmmmmmmmmm...

Sr. Guarda, pensando: "Nem sei para que comecei a escrever! Pronto, paciência, vai para o arquivo!"

Sem comentários: